Clima político toma conta de inauguração de novo CT do Bahia

0
274

Por Tiago Queiróz

O que era para ser um evento genuinamente esportivo e de total comunhão ente a torcida e a direção do Esporte Clube Bahia, acabou se transformando em um grande palanque eleitoral. Assim ficou a marcada a cerimônia do CT Evaristo de Macedo, realizado neste sábado (11), em Dias D´Ávila. Políticos das mais diversas tendências marcaram presença na festa ávidos pelos corações e mentes da galera tricolor.

Entre os presentes estavam o atual vice-prefeito Bruno Reis (DEM), o vereador e presidente da Câmara de Vereadores Geraldo Junior, a deputada federal Lídice da Mata(PSB), os secretários de Desenvolvimento Urbano e Emprego, Renda e Esporte, Nelson Pelegrino (PT) e Davidson Magalhães (PC do B), respectivamente, o presidente da Fundação Luis Eduardo Magalhães Rodrigo Hita, o prefeito de Camaçari Antônio Elinaldo, dentre outros. Contundidos, o governador Rui Costa (PT) e o senador Jaques Wagner (PT) foram os principais desfalques. Em viagem, o prefeito ACM Neto também não entrou em campo.

Bruno Reis, Bellintani e Geraldo Junior
Bellintani e Pelegrino

Cortejado por partido de esquerda para a sucessão municipal, o que acabou não se concretizando, Bellintani circulava à vontade e entre quadros de direita e esquerda, sem distinção. Aliás, a “briga” pelo apoio do presidente tricolor para as eleições de outubro promete ser feia. ´De olho no voto, alguns políticos rubro-negros ignoraram até a paixão clubística, a exemplo de Bruno Reis e Davidson Magalhães, ambos rubro-negros.

Entretanto, uma coisa ficou clara: se Bellintani quis sair da política, a política parece não querer sair dele.

Bellintani, Lídice da Mata e Rodrigo Hita
Bellintani e Antonio Elinaldo
Davidson Magalhães

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira um comentário
Por favor digite seu nome aqui